domingo, março 31

Em abril tem Os Ciclomáticos no Teatro Ziembinski

Estreia de Minha alma é nada depois dessa história no Teatro Municipal Ziembinski com Os Ciclomáticos Companhia de Teatro em abril.

Não percam!!

MINHA ALMA É NADA DEPOIS DESSA HISTÓRIA - ABRIL de 2013

Minha alma é nada depois dessa história é o novo espetáculo de Os Ciclomáticos Companhia de Teatro com autoria e direção de Ribamar Ribeiro. Um vigia de uma fábrica se apaixona por uma misteriosa mulher chamada Cleide. Mulher que faz amor com árvores e carrapatos. Um dia Cleide desaparece e este amor se torna uma história sem flor e alma. Vencedor de diversos festivais no país, o espetáculo foi selecionado para o Festival Internacional FESTEPE na República do Peru. Com Os Ciclomáticos Companhia de Teatro, detentora mais 200 prêmios em todo o Brasil com seu repertório. Com Os Ciclomáticos Companhia de Teatro. Autoria e Direção: Ribamar Ribeiro.

De 6 a 28 de abril de 2013 - sáb às 20h e dom às 19h - 10,00 (inteira) - 5,00 (meia)

Teatro Ziembinaki
Residência artística Os Ciclomáticos
http://osciclomaticos.blogspot.com.br/
End: Rua Heitor Beltrão, s/n - Tijuca
Tel: (21) 3234-2003
Capacidade: 133 lugares
Ar-condicionado
Abertura de Bilheteria e horário: De quarta a sexta-feira | 18h
Acessibilidade para cadeirantes

Festival Dois Pontos - Mostra Gil Vicente

Festival dois pontos

As ocupações artísticas ÁGORA, CÂMBIO, Projeto_ENTRE, NO LUGAR, Os Ciclomáticos e VEM! têm o prazer de apresentar ao público do Rio de Janeiro o Festival dois pontos. Um programa que traz espetáculos de teatro, dança e música, com artistas brasileiros e portugueses, exibidos durante todo o mês de abril de 2013 na Rede Municipal de Teatros, por ocasião das comemorações do Ano de Portugal no Brasil e do Brasil em Portugal.



A melhor distância entre dois pontos é uma rede:

Falar em rede, hoje, significa necessariamente pensar em colaboração, é propor a união de ideias, esforços e recursos. A partir do desejo de concretizar a potência agregadora que a rede municipal de teatros possui desde sua criação, o Festival dois pontos envolveu seis ocupações simultaneamente, interligando seus espaços e equipes de trabalho.

Cada ocupação, através de sua direção artística, elencou projetos desenvolvidos entre os dois países, com o propósito de possibilitar o trânsito de trabalhos em ambos os mercados culturais. É nosso alvo, portanto, a criação de redes de trabalho: aqui no Rio, no esforço comum das residências artísticas municipais e, “entre” os dois países, no sentido de fomentar a circulação de bens culturais. O dois pontos tem como foco de programação os trabalhos criados em colaboração entre Brasil e Portugal, com o objetivo de consolidar um diálogo artístico permanente entre os dois.



LÁ E CÁ:

O que mais, além de sua história, os portugueses e brasileiros sabem a respeito uns dos outros nos dias de hoje? O que sabemos de nossas culturas contemporâneas, do que produzimos para além do azeite e das novelas? O Ano de Portugal no Brasil | Ano do Brasil em Portugal é uma oportunidade rara de intercâmbio real e contemporâneo entre os dois países, uma chance de quebrar com estigmas mútuos. A nosso favor temos, além da língua, muitos artistas nos dois países já trabalhando em projetos afins, que o público do Rio de Janeiro terá o privilégio de conhecer no Festival dois pontos.



Mostra Gil Vicente

Como parte integrante do Festival dois pontos, será realizada a Mostra Gil Vicente, produzida e organizada por uma das Residências Artísticas integrantes do Projeto: Os Ciclomáticos, atual residente no Teatro Municipal Ziembinski, na cidade do Rio de Janeiro. 7 grupos selecionados. 7 textos de Gil Vicente. O grande desafio: transformar cada texto em uma cena curta de 20 minutos. Como trazer a obra do autor português de forma moderna e contemporânea? Durante o Festival dois pontos, Os Ciclomáticos - Companhia de Teatro colocará no palco do Teatro Ziembinski, 7 grupos de diversos locais do Estado do Rio de Janeiro para apresentarem suas versões das obras clássicas. Desafio lançado: as cenas farão diversas apresentações durante o festival.

Coordenação geral: Ribamar Ribeiro.



Grupos e textos selecionados:

Cia Teatral 2 no ato - O velho da horta
Círculo Teatral - O Auto da Alma
Combi - O auto da fé
Grupo Autorais - O auto de mofina Mendes
Grupo de Risco - O Auto da Barca do Inferno
Grupo Djota - A farsa de Inês Pereira
Loucatores - Quem tem farelos?
Teatro Z​iembinski
5 de abril e demais quartas, quintas e sextas-feiras do mês Até 26 de abril
​Horário: 20h
Duração: 90 minutos
Classificação indicativa: 16 anos
Valor: R$10,00 (inteira) | R$5,00 (meia)

terça-feira, março 19

Programa Estúdio Móvel entrevista Os Ciclomáticos

Se o Tempo é Agora, o Estúdio é Móvel! De seg a sex, as 18h, na TV BRASIL! Reprise: 02:00 da manhã.

Hoje Os Ciclomáticos Companhia de Teatro contaram um pouco da sua história de 17 anos de estrada para a apresentadora Lili do programa Estúdio Móvel na TV Brasil. Os entrevistados: o diretor Ribamar Ribeiro e o ator Getulio Nascimento.

A entrevista com a Companhia irá ao ar em junho!!!! Fiquem ligados!!!







segunda-feira, março 18

Programação Teatro Municipal Ziembinski à todo o vapor - Março e abril

TEATRO MUNICIPAL ZIEMBINSKI
PROGRAMAÇÃO DE VERÃO
programação de qualidade a preços populares

PROGRAMAÇÃO RESIDÊNCIA ARTÍSTICA OS CICLOMÁTICOS - História e Vivência Cênica:

MARÇO DE 2013 - PROGRAMAÇÃO ESPECIAL DE VERÃO:

1. EXPOSIÇÃO OS CICLOMÁTICOS COMPANHIA DE TEATRO- 16 ANOS DE VIVÊNCIA
Exposição fixa de Os Ciclomáticos Companhia de Teatro com fotografias de espetáculos do repertório, exposição de figurinos e demonstração de cenários e objetos que fazem parte do acervo artístico da Companhia.

ESPETÁCULO ADULTO

TRANSVERSAL DO TEMPO

Regidos pelo caos, três amigos (Téo, Guta e Dudu) compartilham sonhos e angústias, em uma tentativa involuntária de dar alguma particularidade a um mundo cada vez mais genérico.

Texto de Rodrigo Abrahão
Direção: Rogério Garcia
Com a Cia Engrenagem

SEXTAS E SÁBADOS - 20 h - DOMINGOS - 19 h - De 15 a 31 de março - 10 reais



MOSTRA DE COMÉDIAS MARTINS PENA

O JUIZ DE PAZ
Aninha quer casar com José, mesmo sem a autorização de seus pais. Quando o pai de Aninha recebe do Juiz de Paz da localidade a incumbência de levar um novo preso à cidade, qual não é a surpresa a menina ao descobrir que o preso era José! E agora? Diante disso, o que Aninha pode fazer para salvar o seu amado dessa situação?
Texto: Martins Pena
Direção: Renato Neves
Com a Fios Cia Teatral
20 de Março - quarta-feira - 20 h - 2 reais



O NOVIÇO

Com direção de Ribamar Ribeiro.O Noviço é uma comédia que explora a dualidade entre enganados e enganadores, entre fracos e fortes, entre o bem e o mal. Ambrósio, homem interesseiro, convence a esposa, tutora de Carlos (O Noviço), a colocá-lo em um seminário e pretende internar em um convento os filhos da esposa para ficar com toda a fortuna de Florência. A montagem se estrutura na linguagem farsesca e também no sarcasmo e despojamento do carioca. Com a Comunidade Teatral de Irajá - CTI

21 de março - quinta-feira - 20h - 2,00

O JUDAS EM SÁBADO DE ALELUIA

Tudo anda como de costume na casa de José Pimenta: mentiras, corrupções, tramóias... São os artifícios de todos que ali vivem ou frequentam a fim de conquistarem seus interesses pessoais. Mais eis que chega o Sábado de Aleluia e a a "Malhação de Judas", ou melhor, Paulino disfarçado, vai começar!
Texto: Martins Pena
Direção: Julio Venancio
Com a Combi - Companhia Brasileira de Interpretação
27 de março - 20 h - quarta-feira 2 reais



MÚSICA NO ZIEMBINSKI - SHOW COM GETULIO NASCIMENTO

Música no Ziembinski é o novo projeto da Residência Artística Os Ciclomáticos Companhia de Teatro, abrindo o espaço para talentos da música. O show "Caminhos e andanças" com o cantor e ator Getulio Nascimento, que também faz parte da companhia, trará diversidade em seu repertório com MPB, Pop Rock, Musical e artistas de sua geração. Com direção geral de Ribamar Ribeiro.

28 de março - Quinta -feira - 20 h - 10 reais (inteira) - 5,00 (meia) - Única apresentação



MINHA ALMA É NADA DEPOIS DESSA HISTÓRIA - ABRIL de 2013

Minha alma é nada depois dessa história é o novo espetáculo de Os Ciclomáticos Companhia de Teatro com autoria e direção de Ribamar Ribeiro. Um vigia de uma fábrica se apaixona por uma misteriosa mulher chamada Cleide. Mulher que faz amor com árvores e carrapatos. Um dia Cleide desaparece e este amor se torna uma história sem flor e alma. Vencedor de diversos festivais no país, o espetáculo foi selecionado para o Festival Internacional FESTEPE na República do Peru. Com Os Ciclomáticos Companhia de Teatro, detentora mais 200 prêmios em todo o Brasil com seu repertório. Com Os Ciclomáticos Companhia de Teatro. Autoria e Direção: Ribamar Ribeiro.

De 6 a 28 de abril de 2013 - sáb às 20h e dom às 19h - 10,00 (inteira) - 5,00 (meia)



FESTIVAL DOIS PONTOS



Festival de teatro, dança e música em comemoração ao Ano de Portugal no Brasil - 1 a 28 de Abril de 2013 - na Rede Municipal de Teatros do Rio de Janeiro.

Festival dois pontos - A rede é a melhor distância
Descrição
apresentação:

As ocupações artísticas Ágora, Câmbio, No Lugar, Os Ciclomáticos, Projeto_ENTRE, e Vem! têm o prazer da apresentar ao público do Rio de Janeiro o Festival dois pontos. Um programa que traz espetáculos de teatro, dança e música, com artistas brasileiros e portugueses, exibidos durante todo o mês de abril de 2013 na Rede Municipal de Teatros, por ocasião das comemorações do Ano de Portugal no Brasil e do Brasil em Portugal.

a melhor distância entre dois pontos é uma rede:

Falar em rede, hoje, significa necessariamente pensar em colaboração, é propor a união de ideias, esforços e recursos. A partir do desejo de concretizar a potência agregadora que a rede municipal de teatros possui desde sua criação, o Festival dois pontos envolveu seis ocupações simultaneamente, interligando seus espaços e equipes de trabalho.
Cada ocupação, através de sua direção artística, elencou projetos de teatro, dança e música desenvolvidos entre os dois países, com o propósito de possibilitar o trânsito de trabalhos em ambos os mercados culturais. É nosso alvo, portanto, a criação de redes de trabalho: aqui no Rio, no esforço comum das residências artísticas municipais, e "entre" os dois países, no sentido de fomentar a circulação de bens culturais.
O dois pontos tem como foco de programação os trabalhos criados em colaboração entre Brasil e Portugal, com o objetivo de consolidar um diálogo artístico permanente entre os dois.

lá e cá:

O que mais, além de sua história, os portugueses e brasileiros sabem a respeito uns dos outros nos dias de hoje? O que sabemos de nossas culturas contemporâneas, do que produzimos para além do azeite e das novelas?
O Ano de Portugal no Brasil | Ano do Brasil em Portugal é uma oportunidade rara de intercâmbio real e contemporâneo entre os dois países, uma chance de quebrar com estigmas mútuos. A nosso favor temos, além da língua, muitos artistas nos dois países já trabalhando em projetos afins, que o público do Rio de Janeiro terá o privilégio de conhecer no Festival dois pontos.

RESIDÊNCIA ARTÍSTICA - Os Ciclomáticos Companhia de Teatro.

Os Ciclomáticos em Chancay - Peru no Festival Internacional de Teatro

Os dias da Companhia no V FESTEPE 2013 no Peru forma mágicos. A apresentação de Minha alma é nada depois dessa história e a Oficina de Ribamar Ribeiro foram cativantes. Gostaríamos de agradecer a toda equipe do Festival, ao Ministério da Cultura e registrar a importância de termos representado do Rio de Janeiro neste grande evento.

Os Ciclomáticos no Globo Zona Norte


Repórter Clarissa e o fotógrafo Rafael do Globo Zona Norte.


Zona Norte inspira compannhia de teatro Ciclomáticos

Clarissa Pains


Com 17 anos na bagagem, a companhia de teatro Os Ciclomáticos é fruto da Zona Norte. Dos 12 integrantes, nove são da região. Os outros três moram na Baixada Fluminense, mas passam boa parte do tempo ensaiando em Maria da Graça, na casa de um dos fundadores do grupo, Ribamar Ribeiro. Ele transformou o terraço em palco e a garagem em depósito de cenários e figurinos. A dedicação tem valido a pena: o grupo já montou 14 peças, ganhou mais de 200 prêmios e participou de três festivais internacionais.

— Ainda é comum a ideia de que na Zona Norte não tem arte. Fazemos questão de ressaltar que somos de Olaria, Cachambi e Irajá. E colocamos essas referências nos espetáculos — diz Ribeiro.

Até 2006, as peças eram custeadas com dinheiro dos próprios integrantes. De lá para cá, passaram a investir mais em editais públicos, aproveitando o bom momento do setor. Ganharam 15 dos mais de 40 que disputaram.

Um dos últimos editais lhes rendeu um contrato de residência artística por um ano no Teatro Ziembinski, na Tijuca. A casa, temporariamente fechada, tem previsão de reabrir ainda este mês. Lá, Os Ciclomáticos vão estrear “Minha alma é nada depois dessa história” e, em maio, apresentam o primeiro musical da companhia, “Casa-grande e senzala”.

— Conseguimos suprir tudo o que precisamos para as peças: cenografia, figurino, iluminação. A gente pega pesado, carrega caixa, varre palco. Nossa filosofia é todo mundo fazer um pouco de tudo — conta Ribeiro.

A grande busca da companhia, agora, é uma sede oficial. Do que não abrem mão é que ela seja na Zona Norte.

Siga o Bairros.com no Twitter: @Bairrospontocom.