sexta-feira, setembro 19

Minha alma é nada depois dessa história abre o III Festival de Cultura e Arte de Camaçari - Bahia

Faltam apenas 3 dias para o início do III Festival de Cultura e Arte. O evento que valoriza a cultura apresentando as mais diversas manifestações artísticas nos quatro cantos de Camaçari deve reunir cerca de 80 mil pessoas nos oito dias de evento.
Neste domingo (21/09), em Vila de Abrantes, acontece a pré-abertura do evento logo após o desfile cívico que inicia os festejos pela emancipação política de Camaçari. Na pré-abertura haverá apresentação de capoeira, espetáculo teatral, exposição fotográfica e o show com o cantor Adelmo Casé.
A programação na sede do Município já começa na segunda-feira (22/09) com exibição de filme e oficinas de literatura, teatro, percussiva e dança e prossegue até o dia 28 de setembro. O Festival inclui apresentações na Cidade do Saber, no Teatro Alberto Martins e nas praças da Simpatia, Desembargador Montenegro e Abrantes.
A abertura oficial acontece na terça-feira (23/09), no Teatro Cidade do Saber com a presença da Filarmônica 28 de Setembro, apresentação de Arte Literária, da Cultura Cigana, circense e do grupo Caboclo de Parafuso, além da intervenção artística com Bule Bule e o espetáculo Teatral - Minha alma é nada depois dessa história.
Nas localidades de Machadinho, Jauá, Barra do Jacuípe e Barra do Pojuca as atividades começam a partir das 15h30 da sexta-feira (26/09). Estão previstas apresentações de grupos culturais, dança, teatro e shows.
Na sexta-feira (26/09), na sede do Município, mas especificamente na praça da Simpatia, começam os shows que celebram os 256 anos de Camaçari com a apresentação de dois grupos culturais e das bandas Cabeça de Tambor, Harmonia do Samba e Filhos de Jorge.
O ponto alto do Festival, a Virada Cultural, acontece das 9h de sábado (27/09) até às 6h do domingo (28/09). O show começa a partir das 21h e contará com a apresentação de bandas locais, além do grupo paulista Titãs e dos cantores Gerônimo e Edy Vox.
No dia 28 de setembro, data da emancipação política de Camaçari, as apresentações do Festival começam às 15h, logo após o fim do desfile, com o Grupo Chegança de Mouros de Arembepe. Logo em seguida, às 16h, começam os shows do dia com Rege FX, Roupa Nova e Jú Moraes.
Nos oito dias de atividades culturais serão aproximadamente mil artistas, sendo 13 bandas de Camaçari, seis bandas regionais, duas bandas nacionais, nove grupos de Teatro, nove grupos de dança, quatro poetas/escritores, 28 grupos de Cultura Popular, dois dj's, a Filarmônica 28 de Setembro, além de artistas plásticos e artesãos da economia criativa.
O Festival de Cultura e Arte de Camaçari têm como intuito fomentar a produção cultural, além de valorizar os artistas do Município. O evento é realizado pelo Conselho Municipal de Cultura e conta com recursos do Fundo Municipal de Cultura.

Nenhum comentário: