domingo, novembro 2

A Corrente de Eléia em Goiânia



23/10/2008 | 22:09 [voltar]
Goiânia em Cena torna palco diferentes espaços da cidade
O Popular
Ampliar foto

Valbene Bezerra

Dez espetáculos de grupos locais abrem nesta sexta, a partir das 9h30, a programação do Festival de Artes Cênicas – Goiânia em Cena, realização da Secretaria Municipal de Cultura, em parceria com a Escola de Música e Artes Cênicas da Universidade Federal de Goiás. O patrocínio é da Prefeitura de Goiânia, Funarte e Caixa Econômica Federal.

Na sua sétima edição, o evento de maior repercussão das artes cênicas em Goiás vai apresentar até o dia 4 de novembro uma ampla programação de teatro, dança, circo, cinema e música, em diferentes espaços da cidade.

Além da ocupação dos parques, esta edição traz outra novidade. Uma comissão que a coordenadora do evento, musicista e professora Glacy Antunes, chama de “invisível” vai premiar o melhor espetáculo do festival. “A comissão, formada por dois professores e dois críticos, vai assistir a todos os espetáculos e divulgar o resultado”, revela Glacy. O vencedor ganhará o Troféu Goiânia em Cena para Circulação e R$ 3 mil.

A edição 2008 tem orçamento de R$ 280 mil. Glacy Antunes explica que R$ 100 mil foram destinados ao pagamento de cachês. Cada grupo vai receber em média R$ 4 mil. Os espetáculos de rua vão receber R$ 2 mil cada. “Os grupos locais ganharão cachê igual às companhias de fora. Essa era uma reivindicação deles que decidimos atender”, afirma a coordenadora.

Mesmo com o orçamento apertado se comprado a anos anteriores – o patrocínio da Petrobras não foi renovado – o Goiânia em Cena 2008 mantém o nível da programação. Dos 36 grupos concorrentes de Goiânia, 6 foram escolhidos para a Mostra Palco, reservada para os Teatros Goiânia, Centro Cultural Martim Cererê e Goiânia Ouro. Os espetáculos locais foram selecionados pelos professores Aguinaldo Moreira de Souza, do Paraná, Roseli Bodnar do Tocantins e Vicente Concílio, de Santa Catarina.

Diversão nos parques
Nesta sexta, o dia será de festa nos Parques Areião, Mutirama, Vaca Brava, Flamboyant e Bosque dos Buritis, espaços escolhidos para abrigar os espetáculos dos grupos de Goiânia. “Além de divulgar os belos espaços da cidade que ganham cada vez mais a preferência do goianiense, os espetáculos pretendem alcançar todo tipo de público”, ressalta Glacy. Para ela, muito mais do que manter viva as linguagens cênicas e agitar a cena cultural, o mais importante objetivo é alcançar resultados para o futuro.

Às 9h30, o Parque Vaca Brava será ocupado pela trupe do projeto de dança contemporânea itinerante Aqui, Lá, Quá, da bailarina Vanessa Ruiz. Ela vai mostrar que é possível popularizar a dança usando os espaços alternativos. Patrocinado pela Petrobras, o projeto é vencedor do Prêmio Klaus Vianna de Dança 2007. Às 18h30, o grupo estará no Parque Flamboyant.

Em sessões às 10 e às 11 horas, o palhaço Sapequinha, o Mágico Ecológico, estará no Parque Areião conduzindo brincadeiras circenses e números de magia para repassar informações sobre a importância da preservação do meio ambiente. Ganhador de um importante prêmio da Funarte para desenvolver um próximo projeto, o palhaço interage com a platéia, levanta questões ambientais e dá dicas de como crianças e adultos podem colaborar para salvar o Planeta da destruição.

No mesmo horário, o grupo de Teatro Arte & Fogo, dirigido por Delgado Filho, apresenta O Contador de Histórias do Cerrado, no Parque Mutirama. A trupe encena uma historieta com personagens inspirados no bioma do Cerrado, ameaçado pela mão do homem. O grupo faz mais uma sessão às 15 horas, no mesmo local.

Palhaços, perna-de-pau, malabaristas, trapezistas, equilibristas e acrobatas do Circo Lahetô, comandado pelo palhaço Maneco Maracá, estarão no Bosque dos Buritis, com o espetáculo Acroloucos, às 10h30. Às 19h30, o grupo faz mais uma apresentação, desta vez na sede do circo, no Parque da Criança, ao lado do Estádio Serra Dourada. A entrada é franca. Maneco procura inovar na nova produção do circo utilizando amplamente os jogos de capoeira, o ritmo contagiante do atabaque e do berimbau. A pirâmide humana formada pelos artistas é um dos pontos altos da produção.

Mostra palco
Dezesseis espetáculos integram a Mostra Palco. Predominam os espetáculos do Rio de Janeiro e São Paulo. Diferentemente de outros tempos, quando grupos alternativos do Nordeste, Sul e Centro-Oeste diversificavam a programação. Entre os destaques está a Cia. de Dança Cisne Negro (SP). Dirigida por Hulda Bittencourt, a companhia vai apresentar as coreografias Revoada, Danses Concertantes e 1,2...7, amanhã, às 21 horas, no Teatro Goiânia, e Negrinha, espetáculo solo da Coletivo em Cor (SP), com a atriz Sara Antunes, no Grande Hotel, às 23 horas. Na segunda-feira, às 21 horas, o Teatro Goiânia será do grupo Raça (SP), com as coreografias Tango Sob Dois Olhares e Caminho de Seda.

O Centro Cultural Martim Cererê será ocupado no domingo, às 21 horas, pela Cia. de Teatro Os Ciclomáticos, do Rio de Janeiro, com o espetáculo A Corrente de Eléia. Na terça, a goiana Cabessa de Vaca Cia. de Teatro encena Bodas, no Martim Cererê, às 19 horas. Entre as atrações convidadas estão ainda a Armazém Cia. de Teatro (RJ) e a premiada Cia. La Mínima (SP).

PROGRAMAÇÃO

Sexta-feira, 24
MOSTRA ESPETÁCULOS DE RUA
9h30 - Parque Vaca Brava – Projeto de Dança Contemporânea Aqui, Lá, Quá...
10h e 11h – Parque Areião – Sapequinha, o Mágico Ecológico
10h e 15h – Parque Mutirama – O Contador de Histórias do Cerrado
10h30 – Bosque dos Buritis – Acroloucos, Circo Lahetô
18h30 – Parque Flamboyant - Projeto de Dança Contemporânea Aqui, Lá, Quá...
19h30 – Circo Lahetô – Acroloucos

Sábado, 25
MOSTRA PALCO
20h – Teatro Goiânia, Cisne Negro Cia. De Dança (SP)
23h – Grande Hotel, Negrinha, grupo Coletivo em Cor (SP)

Domingo, 26
19h – Teatro Goiânia Ouro, No Coração do Brasil, Esqueteria Macacos (GO)
21h – Centro Cultural Martim Cererê, A Corrente de Eléia, Cia. de Teatro Os Ciclomáticos (RJ)

Segunda, 27
19h – Centro Cultural Martim Cererê, A Corrente de Eléia, Cia. De Teatro Os Ciclomáticos (RJ)
21h – Teatro Goiânia, Tango Sob Dois Olhares/ Caminho da Seda, Raça Cia. De Dança (SP)

Terça, 28
19h – Centro Cultural Martim Cererê, Bodas, Cabessa de Vaca Cia. De Teatro (GO)
21h – Teatro Goiânia Ouro, O Alienista, Cia. De Teatro Nu Escuro

Quarta, 29
19h – Teatro Goiânia Ouro, Dúplice, com os bailarinos Rodrigo Cunha e Rodrigo Cruz (GO)
21h – Teatro Goiânia, Toda Nudez Será Castigada, Armazém Cia. De Teatro (RJ)

Quinta, 30
21h – Teatro Goiânia, Dançadeira, Por Quá ? Grupo Experimental de Dança (GO)

Sexta, 31
21h – Teatro Goiânia Ouro, Mulheres Privadas, Cia. In Cena

Sábado, 1º
20h – Teatro Goiânia Ouro, Na Dobra do Tempo e A Segunda Atitude, com Lavínia Bizzetto (GO)

Domingo, 2
20h – Teatro Goiânia Ouro,
Fragile, com Maurício de Oliveira (GO)

Segunda, 3
21h – Teatro Goiânia Ouro, Reprise, Cia. La Mínima

Terça, 4
21h – Teatro Goiânia Ouro,
A Noite dos Palhaços Mudos, La Mínima

Evento: Festival de Artes Cênicas Goiânia em Cena
Data: De 24 de outubro a 4 de novembro
Ingressos: De R$ 15 a R$ 20 (inteiras) e podem ser adquiridos no Teatro Goiânia e Goiânia Ouro
Informações: Telefones: 3524-1753 e 3524-1712



Nenhum comentário: