quinta-feira, outubro 23

Os Ciclomáticos retornam ao Teatro Miguel Falabella

Os Ciclomáticos de volta aos palcos do Rio com o espetáculo infantil "Antes que o Galo Cante", premiado no 30° Festival de Teatro da FETAERJ como o Prêmio Paschoalino de Melhor Espetáculo, Ator, Maquiagem, Figurino, Cenário, Música, entre outros e indicações. Aguardamos vocês!

TEATRO MIGUEL FALABELLA


Infantil...


ANTES QUE O GALO CANTE
Sábados e domingos às 16 h
De 8 de novembro a 11 de janeiro
Classificação:
Livre (recomendado a partir de 4 anos)
Um sabiá e uma gata apaixonados...Será que essa história de amor dar certo? Livremente inspirado na obra Romeu e Julieta, de William Shakespeare. Texto: Fabiola Rodrigues e Ribamar Ribeiro. Direção: Carla Meirelles. Com Os Ciclomáticos Cia de Teatro.




FENTEPP

15º Fentepp deve reunir 30 mil pessoas em nove dias

Fomentar a produção cênica, difundir e divulgar a arte. Com essa intenção, tem início na próxima sexta-feira e segue até o dia 27 deste mês, a 15ª edição do Festival Nacional de Teatro de Presidente Prudente (Fentepp). Serão 35 espetáculos encenados por 34 companhias e grupos teatrais de nove Estados brasileiros (Santa Catarina, São Paulo, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Distrito Federal, Rio Grande do Sul, Goiás e Minas Gerais), totalizando 53 apresentações em oito espaços diferentes. A expectativa, segundo a organização, é que pelo menos 30 mil pessoas prestigiem a programação, nos nove dias do evento.
Conforme adianta o coordenador do Fentepp, Denílson Biguete, o festival contará com mostras diferentes para adultos e crianças, apresentadas nas ruas e espaços alternativos, atividades formativas e mostra prudentina. Entre os palcos, estão as instalações do Sesc Thermas, Picadeiro do Ana Jacinta, Centro Integrado de Informações, Centro Cultural Matarazzo, Instituto Brasileiro do Café (IBC), ruas e praças, além dos teatros César Cava e Municipal.
O Fentepp 2008, uma realização da Secretaria Municipal de Cultura, em parceria com o Sesc de São Paulo e a Secretaria de Estado da Cultura, com apoio da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) e Associação Paulista dos Amigos da Arte (APPA), é um dos maiores festivais de teatro nesse formato no País. “É a possibilidade de Prudente e região estarem voltados para as artes cênicas. A qualidade do evento está acima dos realizados até hoje. Considero o melhor”, destaca Biguete.
Além das apresentações, há discussão de teatro com profissionais destinados a pessoas que trabalham com a arte. “Nas últimas três edições, há debates dessa forma com os artistas e também na intenção de formar espectadores de teatro. Discussão de produção também ocorre com especialistas prudentinos. É uma interação, um intercâmbio de idéias, pois é um festival para ver e ser visto”, acrescenta.
Segundo ressalta, o festival visa incentivar a produção das artes cênicas, promover o intercâmbio entre artistas, produtores e público, destacando talentos e manifestações culturais de todo o País. “Prudente já é referência nesse festival. Isso é positivo para o município”, frisa o coordenador.
Em 2007, 18 mil pessoas assistiram 40 grupos e 68 apresentações. “Esse ano, o número de espetáculos e companhias está enxuto. Porém, afirmo que o evento vem com mais qualidade quando comparado ao ano passado. Tem a presença de especialistas importantes, o que proporciona um equilíbrio ao festival”, opina Biguete, afirmando que boa parte das companhias é reconhecida nacional e internacionalmente. Teremos mais espetáculos nas ruas. A arte vai até o povo. Esse é mais um motivo para eu ressaltar a qualidade do Fentepp 2008”, salienta.

Sesc
Para Biguete, a vinda do Sesc Thermas para Prudente representa um marco na história cultural da cidade. “É um momento ímpar na categoria. A instituição proporciona conhecimento, além de se envolver com o compromisso de expandir a cultura. O Sesc auxilia na formação de platéia, pois tem um projeto contínuo dentro da cultura, o que cria hábito na população”, declara.

Grupos
Nos nove dias de espetáculo, as companhias e as peças participantes são: São Jorge de Variedades (São Paulo/SP), com a peça O Santo Guerreiro e o Herói Desajustado; La Mímima (São Paulo/SP) - A Noite dos Palhaços Mudos; Trupe Sinhá Zózima (São Paulo/SP) - Cordel do Amor Sem Fim; Grupo de Teatro Arte & Fatos (Goiânia/GO) - Balada de Um Palhaço; Grupo Mênades & Sátiros Cia de Teatro (Presidente Prudente/SP) - Mal Secreto; Grupo Troupp Pas DArgent (Rio de Janeiro/RJ) - Cidade das Donzelas; Do Abração (Curitiba/PR) – Sonho de Uma Noite de Verão; Garimparisos (Presidente Prudente/SP) – A Espera de Valentina; T.O.U (Londrina/PR) – Conquanto Sonho; Ensaio (São Paulo/SP) – Três Estações; Do Abração (Curitiba/PR) – Estórias Brincantes de Muitas Mainhas; Grupo Parafornalha: Coletivo de Criadores (São Paulo/SP) – A Comédia da Esposa Muda; Teatro Infantil Prudenpax (Presidente Prudente/SP) – Os Três Porquinhos; Máscara de Teatro (Mossoró/RN) – Deus Danado; Teatro Independente (Rio de Janeiro/RJ) – Cachorro; Circo de Bonecos (Salto/SP) – O Vôo: A Viagem de Teço-Teco; Brava Cia (São Paulo/SP) – A Brava; Teatro do Alfinete (Presidente Prudente/SP) – Quixote: Uma Aventura Muito Louca; Grupo Sutil Ato (Núcleo Bandeirantes/DF) – Dunas; Estrela DAlva de Teatro (Santo André/SP) – A Hora da Estrela; Eboka (São Paulo/SP) – Pequenas Áfricas Brasis; Grupo Oigalê Cooperativa de Artistas Teatrais (Porto Alegre/RS) – Miséria Servidor de Dois Estancieiros; Manicômicos (São João Del Rei/MG) – Rosa Flor; Parlapatões Patifes e Paspalhões (São Paulo/SP) – A Vaca de Nariz Sutil; Núcleo EntreLinhas de Teatro (São Paulo/SP) – Os Meninos e as Pedras; Grupo Mariza Basso Teatro de Formas Animadas (Bauru/SP) – O Sítio dos Objetos; Circo Teatro Rosa dos Ventos (Presidente Prudente/SP) – O Cortejo; Os Ciclomáticos (Rio de Janeiro/RJ) – A Corrente de Eléia; Carona de Teatro (Blumenau/SC) – Volúpia; Cia. Falbalá da Cooperativa Paulista de Teatro (São Paulo/SP) – Zé Mané, Primazé e Outro Zé; Teatro Porão (Rio de Janeiro/RJ) – Mentirosos; Lume Teatro (Campinas/SP) – Café com Queijo; Núcleo Hana (São Paulo/SP) – Oversized; Grupo Cirquinho do Revirado (Criciúma/SC) – O Contra Regra; e Razões Inversas (São Paulo/SP) – Agreste.

Notícias Goiânia e Presidente Prudente



CULTURA - 02/10/2008 - 08:45:00

Goiânia em Cena 2008 divulga grupos selecionados
O Popular

A comissão organizadora e a produção executiva do Goiânia em Cena 2008 divulgarão amanhã, às 11 horas, na sede da Secretaria Municipal da Cultura, os nomes dos grupos de teatro, circo e dança selecionados para as mostras Palco e Espetáculos de Rua. Foram inscritos 35 espetáculos goianienses para o evento, que será realizado de 24 deste mês a 4 de novembro. Já está confirmada a presença de grandes grupos nacionais como Armazém, Ciclomáticos, La Mínima e Cisne Negro. Este ano, os espetáculos de rua serão apresentados simultaneamente nas praças e parques de Goiânia, no dia do aniversário da cidade.

Fonte: O Popular

27/9/08
Crítica do espetáculo A Corrente de Eléia
CORRENTE DE JARGÕES

Zenão de Eléia, cidadão grego, conspirou contra o governo da cidade, sendo torturado até a morte. Mas o que acontece quando se sobrevive à tortura? Esta é a indagação do Grupo Os Ciclomáticos, em A Corrente de Eléia. Nesta montagem a protagonista é uma mulher, a situação remete aos anos de chumbo no Brasil, e o torturador, ao invés de um tirano exercendo o poder em praça pública, é um funcionário do Departamento Especial do Estado, homem comum. O drama ocorre em espaço alternativo, com os espectadores rodeando uma redoma onde ferros e as correntes impõem sua linguagem.
A opção por dramatizar uma situação que, de fato, já ocorreu nas décadas subseqüentes à ditadura, os Ciclomáticos mostram uma marca coerente de sua trajetória na forma de abordagem do tema. O grupo não foge ao desafio de colocar frente a frente duas pessoas que representam forças completamente antagônicas. O início é dado com uma estranha visita à casa de Eléia, desencadeando, a partir desse confronto, os pesadelos do passado da personagem. Formas diferentes de tortura são explicitadas pelos atores Fernanda Dias, Renato Neves e Júlio César Ferreira, em combinação entre o drama particular da protagonista e a narração de momentos da história ocidental que usaram o martírio humano.
A despeito da seriedade e convergência do projeto do grupo, em que elementos da criação dialogam eficientemente, como a cenografia feita de ferro e correntes com o tema, a montagem como linha geral parece se impor pelo caminho das muitas explicitações. Eléia, por exemplo, não necessita de uma corrente presa no calcanhar, o que parece denotar demais para um espetáculo que já mantém sua coerência formal. Assim como o ator que representa o companheiro de Eléia, no presente, talvez não precisasse explicitar tanta agressividade corporal junto ao público. A idéia de agredir a platéia para mostrar a força da agressão ao personagem ficou nos idos de um tempo que não priorizava tanto a formulação estética como força conteudística.
O texto, ainda que prenda a atenção do espectador pelas qualidades que revela na forma de contar a história, não foge de alguns lugares comuns, previsíveis, das falas da torturada e torturador. O diretor Ribamar Ribeiro poderia, quem sabe, rever alguns pontos da construção dos diálogos, considerando a fala teatral como expressão do sentimento mais raro, e dar mais atenção ao plano do tempo presente, onde se dá o reencontro entre vítima e algoz. O passado, sendo apenas ilustração e reforço dos jargões do horror, pode não conter a força dos bons argumentos, estes sim, armas verdadeiras de superação.


Fonte: Marici Salomão, dramaturga, jornalista e crítica teatral convidada pelo Fentepp

VOLTAR

Mais Goiânia

Quinta-feira, 16 de Outubro de 2008

Goiânia em Cena 2008



Sétima edição do Goiânia em Cena movimenta a cidade
O Goiânia em Cena 2008 – Festival de Artes Cênicas - mais uma vez movimenta a cidade com espetáculos nacionais consagrados, nas vertentes teatro, dança e circo. Entre os dias 24 de outubro e 04 de novembro, Centro Municipal de Cultura Goiânia Ouro, Centro Cultural Martim Cererê e Teatro Goiânia recebem espetáculos locais e grandes produções nacionais. Na programação grupos como a Cia Armazém de Teatro e os Ciclomáticos (RJ), as companhias de dança Cisne Negro e Raça (SP) e os palhaços do grupo LaMínima (SP).

A Mostra Local, este ano foi dividida em duas mostras distintas compostas por dez espetáculos indicados por uma comissão de seleção composta pelos especialistas Aguinaldo Moreira de Souza (PN), Roseli Bodnar (TO) e Vicente Concilio (SC). A Mostra Palco conta com seis montagens, sendo quatro peças teatrais e dois espetáculos de dança.

A Mostra Espetáculos de Rua, que acontece dia 24 de outubro, aniversário de Goiânia, em parques e espaços alternativos da capital trará quatro atrações em oito apresentações que prometem movimentar a cidade.

A programação inclui ainda a Mostra de Cinema Dos Palcos à Tela, que exibe filmes relacionados às artes cênicas. Na telona, O Tablado e Maria Clara Machado, documentário de Creuza Graviana (RJ) e As Cinzas de Deus, de André Semenka (MG). O Cine Goiânia Ouro apresenta ainda uma programação especial em homenagem ao Dia Internacional de Animação.

Mais uma vez o festival promoverá debates sobre os espetáculos locais selecionados para a Mostra Palco, com a participação de especialistas locais e nacionais. O Goiânia em Cena oferece também oficinas e cursos relacionados às três linguagens cênicas abordadas pelo festival, shows musicais e uma programação paralela que acontece na Casa das Artes.

Outro diferencial desta edição é que além premiar personalidades de destaque, por seu trabalho em prol das artes cênicas, um dos grupos locais será contemplado com o Prêmio Goiânia em Cena, uma forma de incentivar a circulação da produção goiana.


Confira a programação do Goiânia em Cena 2008:


24/10 [sexta-feira] Mostra de Rua e Espaços Alternativos
10h e 11h – Parque Areião - TRUPE SHOW (GO) - Circo/livre - 30'
Espetáculo: Sapequinha, o Mágico Ecológico

10h e 15h – Mutirama - Grupo de Theatro Arte & Fogo (GO) – Infantil/livre - 30'
Espetáculo: O Contador de Histórias do Cerrado

9h30 – Parque Vaca Brava - Aqui, lá, quá . . . (GO) - Dança/livre - 50'
Espetáculo: Projeto de Dança Contemporânea Itinerante Aqui, lá, quá ...

18h30 – Parque Flamboyant - Aqui, lá, quá . . . (GO) - Dança/livre - 50'
Espetáculo: Projeto de Dança Contemporânea Itinerante Aqui, lá, quá ...

10h30 – Bosque dos Buritis - Circo Lahetô (GO) - Circo/livre 60'
Espetáculo: Acroloucos - (entrada franca)

19h30 – Circo Lahetô - Circo Lahetô (GO) - Circo/livre 60'
Espetáculo: Acroloucos - (entrada franca)


25/10 [sábado]
20h – Teatro Goiânia - ingressos: R$ 20,00 inteira e R$ 10,00 meia
Cisne Negro Cia. de Dança (SP) – Dança/livre – 60'
Coreografias: Revoada/Danses Concertantes/ 1,2 ...7

23h – Grande Hotel - ingressos: R$ 15,00 inteira e R$ 7,00 meia
Coletivo em Cor (SP) – Drama/14 anos – 55'
Espetáculo: Negrinha


26/10 [domingo]
19h – Teatro Goiânia Ouro - ingressos: R$ 15,00 inteira/ R$ 7,00 meia
Esqueteria Macacos (GO) – Regional/14 anos – 60'
Espetáculo: No Coração do Brasil

21h – Centro Cultural Martim Cererê – Teatro Pyguá - ingressos: R$ 15,00 inteira/ R$ 7,00 meia
Os Ciclomáticos Cia. de Teatro (RJ) – Drama Suspense/18 anos – 60'
Espetáculo: A Corrente de Eléia


27 [segunda-feira]
19h – Centro Cultural Martim Cererê – Teatro Pyguá - ingressos: R$ 15,00 inteira/ R$ 7,00 meia
Os Ciclomáticos Cia. de Teatro (RJ) - Drama Suspense/18 anos – 60'
Espetáculo: A Corrente de Eléia

21h – Teatro Goiânia - ingressos: R$ 20,00 inteira/ R$ 10,00 meia
Raça Cia. de Dança de São Paulo (SP) – Dança /livre – 60'
Coreografias: Tango Sob dois Olhares / Caminho da Seda


28/10 [terça-feira]
19h – Centro Cultural Martim Cererê – Teatro Pyguá - ingressos: R$ 15,00 inteira/ R$ 7,00 meia
Cabessa de Vaca Cia de Teatro (GO) – Drama/14 anos – 60'
Espetáculo: Bodas

21h – Teatro Goiânia Ouro - ingressos: R$ 15,00 inteira/ R$ 7,00 meia
Cia de Teatro Nu Escuro (GO) – Comédia/12 anos - 60'
Espetáculo: O Alienista


29/10 [quarta-feira]
19h – Teatro Goiânia Ouro - ingressos: R$ 15,00 inteira/ R$ 7,00 meia
Rodrigo Cunha e Rodrigo Cruz (GO) – Dança contemporânea/12 anos – 45'
Espetáculo: Dúplice

21h – Teatro Goiânia - ingressos: R$ 20,00 inteira/ R$ 10,00 meia
Armazém Companhia de Teatro (RJ) – Drama/18 anos – 1'50"
Espetáculo: Toda Nudez Será Castigada


30/10 [quinta-feira]
21h – Teatro Goiânia - ingressos: R$ 15,00 inteira/ R$ 7,00 meia
¿Por-quá? Grupo Experimental de Dança (GO) – Dança/livre – 60'
Espetáculo: Dançadeira


31 [sexta-feira]
21h – Teatro Goiânia Ouro - ingressos: R$ 15,00 inteira/ R$ 7,00 meia
Cia In Cena (GO) – Comédia/18 anos – 60'
Espetáculo: Mulheres Privadas


01/11 [sábado]
20h – Teatro Goiânia Ouro - ingressos: R$ 15,00 inteira/ R$ 7,00 meia
Lavinia Bizzoto (GO) – Dança contemporânea – 20'
Espetáculo: Na Dobra do Tempo
Teatreólico (RJ) – Drama/14 anos – 60'
Espetáculo: A Segunda Atitude


02/11 [domingo]
20h – Teatro Goiânia Ouro - ingressos: R$ 15,00 inteira/ R$ 7,00 meia
Mauricio de Oliveira (GO) – Dança/14 anos – 45'
Espetáculo: Fragile


03/11[segunda-feira]
21h – Teatro Goiânia Ouro - ingressos: R$ 15,00 inteira/ R$ 7,00 meia
La Mínima (SP) – Circo e Teatro/livre – 45'
Espetáculo: Reprise


04/11 [terça-feira]
21h – Teatro Goiânia Ouro - ingressos: R$ 15,00 inteira/ R$ 7,00 meia
La Mínima (SP) – Comédia/12 anos – 60'
Espetáculo: A Noite dos Palhaços Mudos



--------------------------------------------------------------------------------

Goiânia em Cena 2008
Alessandra Alves - Assessoria de Imprensa
Tels: 62 9299 3141 | 3524 1712 | 3524 1753
E-mails: alealvescultura@gmail.com | goianiaemcena2008@gmail.com

quarta-feira, outubro 22

Goiania em cena 2008

Os Ciclomáticos retornam a Goiânia neste próximo final de semana com o outro espetáculo "A Corrente de Eléia". No ano interior foram juntamente com "A Pedra do Reino", de Ariano Suassuna e Direção de Antunes Filho e A Cia Giramundo com sua versão de Pinóquio, Os Ciclomáticos levaram "Sobre Mentiras e Segredos" que agradou muito a crítica e público de Goiânia! Este ano forma selecionados novamente e se apresentarão no Espaço Cultural Marin Cererê.

21/10/2008 13:33 - CULTURA

Goiânia em Cena 2008 traz dez grupos renomados

Goiasnet.com

O Goiânia em Cena 2008 – Festival de Artes Cênicas, realizado pela Secretaria Municipal de Cultura em parceria com a Universidade Federal de Goiás, terá sua abertura oficial no próximo dia 25, sábado, às 20h, no Teatro Goiânia. A atração da noite será a Cisne Negro Cia. de Dança (SP), que abre o festival com três coreografias, Danses Concertantes (1998) criada em homenagem aos 30 anos da morte de Stravinsky, pelo coreógrafo neozelandês Mark Baldwin, Revoada e 1, 2,...7 (2007) duas produções do diretor, coreógrafo, bailarino e professor francês Gigi Cacileanu, montadas em homenagem aos 30 anos da companhia.

Na seqüência, o festival apresenta mais nove grupos de destaque no cenário nacional, nas vertentes teatro, dança e circo. O grupo Coletivo em Cor (SP) promete uma performance surpreendente, no Grande Hotel, ainda no sábado, às 23h. O drama Negrinha, inspirado no conto homônimo de Monteiro Lobato, conta a história de uma menina órfã criada por uma ex-senhora de escravos, que perpetuava os hábitos, costumes e ideologias escravocratas, mesmo depois da abolição. Uma das principais características do espetáculo é a interatividade entre atores e público.

O universo da tortura, do torturado e do torturador será a temática abordada pela Cia de Teatro Os Ciclomáticos (RJ), no domingo (26), às 21h, com reapresentação na segunda (27). A Corrente de Eléia conta a história de uma mulher que vive aprisionada em suas lembranças, sofrendo diariamente pelas conseqüências dos atos de tortura a que foi submetida. Ainda na segunda, a Raça Cia. de Dança de São Paulo, uma das principais companhias brasileiras, se apresenta às 21h, no Teatro Goiânia. Serão duas coreografias apresentadas em dois atos de 30 minutos cada um, Tango Sob Dois Olhares, em que a coreógrafa Roseli Rodrigues explora as particularidades do ritmo e Caminho da Seda, que retrata a conhecida rota da seda, elo de ligação entre o Ocidente e o Oriente na antiguidade.

Na quarta-feira (29), às 21h, a Armazém Cia. de Teatro (RJ), um dos mais conceituados grupos teatrais do país, sobe ao palco do Teatro Goiânia, com o drama familiar Toda Nudez Será Castigada, de Nelson Rodrigues. A montagem recebeu o Prêmio Shell de Teatro em 2005, nas categorias Melhor Direção (Paulo de Moraes) e Melhor Iluminação (Maneco Quinderé), além do Prêmio Eletrobrás de Teatro em 2006, de Melhor Direção, Melhor Cenografia e Figurino.

A bailarina goiana Lavínia Bizzotto, agora no Rio de Janeiro depois de 10 anos dançando na Cia. Quasar de Dança, volta a cidade com o solo Na Dobra do Tempo, da coreógrafa carioca Juliana Moraes. Lavínia se apresenta no teatro Goiânia Ouro, no sábado (01), às 20h. Logo após sua performance, o grupo Teatreólico (RJ) assume o palco com a peça A Segunda Atitude, a terceira resultante do confronto entre o diretor Alexandre Rudáh e seus atores com o texto Huis Clos, de Jean-Paul Sartre. No espetáculo, os personagens vivenciam o que Sartre denomina A segunda atitude para com o outro: relações de indiferença, desejo, ódio e masoquismo.

O também goiano Maurício de Oliveira, diretor e coreógrafo da Cia. de Gelo, radicado em São Paulo, movimenta, no domingo (02), às 20h, o Teatro Goiânia Ouro, com o espetáculo-solo Fragile. A montagem, um trabalho paralelo de Maurício, busca traduzir em movimentos as questões que permeiam a obra do artista inglês Damien Hirst. Na segunda (03) e na terça (04), às 21h, no Teatro Goiânia Ouro, o grupo LaMínima faz a festa. A dupla de palhaços traz ao festival dois espetáculos Reprise e A Noite dos Palhaços Mudos.

Envie este texto para um amigo

3º Festival Nacional de Teatro de Juiz de Fora

3º Festival Nacional de Teatro de Juiz de Fora

Os espetáculos “Cidade das Donzelas”, da Troupp Pas D’Argent, e “A Incrível Viagem da Família Aço”, da Cia. Entreato, ambas do Rio de Janeiro, receberam, respectivamente, os prêmios de melhores espetáculos adulto e infantil do 3º Festival Nacional de Teatro de Juiz de Fora, promovido pela Prefeitura, através da Funalfa. As montagens foram destaques na mostra competitiva e colecionaram troféus em diversas áreas. A Troupp Pas D’Argent recebeu sete premiações, e a Cia. Entreato, seis. A Cia. de Atores Academia, de Juiz de Fora, também teve bom desempenho, vencendo três categorias. A peça “Máquina de Pinball”; da Cia. O Coletivo, de Belo Horizonte, foi a ganhadora do Prêmio Destaque, criado nesta edição do festival, pela busca de uma linguagem cênica nova e dinâmica.

Cerca de quatro mil pessoas prestigiaram os 12 espetáculos da mostra competitiva e a montagem “Sobre Mentiras e Segredos”, do Grupo Os Ciclomáticos, do Rio de Janeiro, melhor espetáculo adulto da edição 2007, apresentado na cerimônia de encerramento, neste domingo, dia 19, no Cine-Theatro Central. A média de público foi de 308 pessoas por espetáculo. Os convites foram trocados por alimentos, que serão doados ao Abrigo Santa Helena, e por livros de literatura, que a Funalfa vai encaminhar para bibliotecas comunitárias da cidade